quarta-feira, 30 de abril de 2008

Crónica de Fraternidade...

Neste simples testemunho gostaria de tentar descrever a alegria, a paz e o amor que me habitaram há alguns dias atrás, todavia não sei se serei capaz, pois tudo o que senti e vivi é de uma grandeza enorme, por isso é muito difícil de exprimir…
No fim-de-semana passado, tive a possibilidade de fazer uma Experiência de Fé “forte”… Descrevendo assim todo o conjunto de sensações e experiências que tive, penso que estou a ser um pouco redutor… O que posso dizer é que foi uma experiência de coração…
Bem… toda a Experiência começou de uma maneira um tanto ou quanto difícil para mim, confesso que no inicio estava bastante céptico, tinha muitas reservas, posso dizer que a Teologia me fazia levantar muitas questões…
Porém há medida que o tempo passava, o meu coração ia amainando, e a minha mente, gradualmente ficava mais aberta! Deixei de lado, o racionalizar todas as acções e passei a tentar viver da melhor forma aqueles dias com aqueles que me rodeavam, como se fossem os últimos dias da minha vida…
Destaco o “dia D”, “D” não! É melhor dizer o “dia R” do Encontro, “R” de Reconciliação, de Reencontro… como foi compreender de uma forma tão singela o verdadeiro sentido da Reconciliação, e sentir “na pele” de um modo quase pleno o Amor de Deus reflectido no Amor aos Irmãos.
Todavia o que mais singrou no meu coração foi a vivência diária da Eucaristia, que de uma maneira tão bela, tão serena e tão natural, foi verdadeiro cume e fonte de todo o Encontro.
No fim de tudo, ficou o Amor, o Carinho com que um grupo de seres humanos tão diferentes e tão heterogéneos entrou na minha vida de um modo tão especial…
Assumi um compromisso, que está longe de ser fácil de cumprir, no entanto é um desafio que abraço de toda a alma e coração. Pretendo falar aos outros meus Irmãos de coração a coração, quero mostrar-lhes a alegria de sermos Filhos de Deus, desejo ser sinal do seu Amor!
Quero retribuir com Amor e Amizade, a todos Aqueles que me ajudaram a ter esta magnífica Experiência de Amor…
No meu fraco ser, manifesto aqui, a minha disponibilidade para ser companheiro de todos nesta entrega verdadeira de Amor!

1 comentário:

Pe Ângelo disse...

GOSTEI DE LER E MEDITAR!